A MÃO DO POETA II

Posted by   Sérgio Carvalho   |   Categories :   Homenagens

Das mãos do poeta
Surge a voz do povo sem voz
Que sente e pensa
Mas não sabe expressar seus sentimentos
Das mãos do poeta
Surgem o verso, a poesia doce
Que consola, acalma e emociona o povo.
O poeta é eterna esperança
De um futuro melhor,
Digno, justo, sem opressão.

16/03/2017